sexta-feira, 19 de maio de 2017

O homem perfeito do capital para ser o Presidente pela eleição indireta.


Henrique Meirelles é o nome ideal para o capital para ser o Presidente do Brasil em eleição indireta:

1) Ex-presidente internacional do BankBoston;

2) Ex-deputado pelo PSDB de Aécio;

3) Ex-presidente do Banco Central por 8 anos no governo Lula do PT;

4) Ex-presidente do Conselho de Administração da J& F Investimentos, dona do Banco Original, JBS, Eldorado Celulose, Vigor, empresa que se servia do PT, PSDB, PMDB e partidos do capital;

5) Atual Ministro da Fazenda do governo Temer do PMDB, que era vice do PT.

Ele é o nome perfeito para o capital e serviu ao PT de Lula por 8 anos, ao PSDB de Aécio por 4 anos e ao PMDB de Temer por 1 ano.

Ninguém do capital ou os partidos que são capatazes e financiados pelo capital podem reclamar.

www.pedroaparecido.com.br

19.05.2017



Eram dois amigos inseparáveis




O homem que derrubou dois presidentes



quarta-feira, 10 de maio de 2017

Depois de 11 anos, encerro minha participação como presidente do Colegiado da Diretoria Executiva do SINDIJUFE-MT.

No dia 09 de maio de 2017, a nova direção eleita do SINDIJUFE-MT, depois de quase dois anos de luta no judiciário estadual, conseguiu assumir a direção do SINDIJUFE-MT.

A chapa perdedora entrou com ação judicial para anular a eleição. Não conseguiu. Depois de dois anos ela aceitou o resultado que a Categoria tinha escolhido.

E nestes quase dois anos, a juíza do processo determinou que a Diretoria Colegiada anterior continuasse administrando o Sindicato.

Por causa desta determinação, fiquei neste período à frente do Colegiado. Portanto, minha saída da presidência era para ter acontecido há quase dois anos atrás.

Entrei no Colegiado do SINDIJUFE-MT em 2003 como diretor de comunicação. De 2006 a 2017, por onze anos,fiquei como diretor presidente do SINDIJUFE-MT.

Ganhamos cinco eleições seguidas. Mas o mais importante foram as lutas coletivas. Como resumir 11 anos de luta por uma Categoria junto com um Coletivo de guerreiras e guerreiros, que fizeram uma Greve atrás da outra, que ousaram enfrentar tudo e todos, que enfrentaram corte de ponto, que fizeram uma Greve ininterrupta de 223 dias?

Que enfrentaram presidentes de Tribunais, que enfrentaram presidentes do STF, que enfrentaram perseguições, que enfrentaram sindicalistas pelegos, que enfrentaram a Câmara dos Deputados, que enfrentaram o Senado, que enfrentaram três presidentes da República, que enfrentaram o Ministério Público Federal?

Foram tantas lutas nas ruas, lavagem de calçada contra a corrupção, lutas contra as privatizações, passeatas, lutas para melhorar a qualidade de vida dos Servidores e Servidoras do Judiciário Federal. Lutas pela jornada de Trabalho de 6 horas. Lutas para termos o salário que temos hoje.

Em 1996, por exemplo, o salário inicial de um Analista era R$ 780,00.  Aplicada a inflação neste período de 1996 a 2017, o salário de um analista seria, hoje, R$ 3.400,00. Portanto, se os Auxiliares, Técnicos e Analistas têm o salário atual, foram as Greves que conquistaram tudo isto, com lágrimas, suor e sangue.

Foram através das Greves de 2004 que conquistamos um reajuste para 30% da GAJ, as Greves de 2006 que conquistaram o PCS 3, com reajuste de 80%, as Greves durante quase 10 anos contra o congelamento, os reajustes de 2015, a luta pela derrubada do Veto 26, os reajustes de 2016. As lutas pelos 11%, pelos 13,23%, pelas incorporações, data-base, luta contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária, pelo enquadramento dos Auxiliares, pelo Nível Superior para Técnico, luta pela GAS e GAE dos Agentes e OJAFs, luta pelo Adicional de Fronteira, luta pelo Adicional de Qualificação, pós-graduação em Direito Público que o SINDIJUFE-MT realizou, equiparação dos Chefes de Cartório do interior com a capital com FC-6 e FC-1 para o outro Servidor do Cartório, conquista das 6 horas no TRE, luta pelo Pró-social na Justiça Federal, luta contra as carreiras exclusivas do STF e Tribunais Superiores, luta contra a unificação com a carreira dos TJs, luta pela aposentadoria especial para PCDs, Oficial, Agente de segurança e o trio: insalubridade, periculosidade e penosidade e tantas outras lutas.

Fiquei 11 anos como presidente, coincidentemente, o mesmo número de anos na FENAJUFE.

Fiquei 8 anos com Mandato Classista liberado para Trabalhar no Sindicato. Todos os outros anos foram  Trabalhando no Sindicato e no TRT-23-MT como Oficial de Justiça Avaliador Federal, paralelamente.

E lá se vão 33 anos de militância perseguindo o ideal de um mundo melhor para toda a Classe Trabalhadora, sem pausa, sem trégua, sem arrego.

Nestes 11 anos tivemos muitos erros e muitos acertos e, às vezes, uma mistura dos dois.

Terminamos a jornada.

Mas continuaremos a ajudar a nova direção e nossa Categoria.

Em 7 meses ou 2 anos me aposento (com Reforma ou sem Reforma). São 22 anos de Oficial no TRT, 33 anos de Serviço Público, 36 anos de contribuição para a Previdência e 50 anos de Trabalho (iniciando com 5 anos de idade na roça).

Me despeço, parabenizando a nova presidente Jamila e todos os 26 membros da nova Direção, Conselho Fiscal e Representantes de Base.

E agradeço a oportunidade de ter lutado ao lado de pessoas imprescindíveis (aqueles do Bertold que lutam por toda a vida) aqui de MT e do Brasil inteiro na nossa Categoria.

Obrigado!

Esses são os que estarão à frente do SINDIJUFE-MT:

Relação dos candidatos da chapa UNIR PARA AVANÇAR e os respectivos cargos:
DIRETORIA EXECUTIVA:
PRESIDENTE:  Jamila Abrão Fagundes (TRT)
SECRETÁRIO GERAL: Rodrigo Ferreira de Carvalho (TRT)
SUPLENTE: Walderson de Oliveira Santos (TRT)
SECRETÁRIA DE PROMOÇÕES E COMUNICAÇÃO: Eliane de Souza Rodrigues (JF)
SUPLENTE: Divino Célio Carneiro (JF)
SECRETÁRIO DE FINANÇAS: Sandro Gonçalves Delgado (TRE)
SUPLENTE: Ivan Leite Louredo (TRE)
SECRETÁRIO DE ASSUNTOS JURÍDICOS: Pedro Aparecido de Souza (TRT)
SUPLENTE: Djamil Gonçalves da Silva (TRT)
CONSELHO FISCAL:
Conselheiro Fiscal Titular: Valdiney Rondon Maidana Gomes(TRE)
Conselheiro Fiscal Titular: Valério Cocco Rubim (TRT)
Conselheiro Fiscal Titular: Camilo Almeida de Sena (TRT)
SUPLENTES:
1º Conselheiro Fiscal Suplente: Sandra de Oliveira Rezende Vieira (TRT)
2º Conselheiro Fiscal Suplente: Edilson Ferreira Guimarães(TRT)
REPRESENTANTES DE BASE
TRE = Titular: Júlia Viñe
TRE = Suplente: Ivaneth Leônidas de Campos
TRT = Titular: José Roberto Magalhães de Campos
TRT =  Suplente: Mari Rockenbach
Seção Judiciária de MT da Justiça Federal = Titular: Andréa dos Santos Silva
Seção Judiciária de MT da Justiça Federal = Suplente: Wilma Regina de Almeida Pereira
TRT-MT – Foro Trabalhista de 1º grau da Capital = Titular: Jamil Benedito da Costa Batista
TRT-MT – Foro Trabalhista de 1º grau da Capital = Suplente: Gisely Regina Pires
Titular = Justiça Eleitoral de SINOP: Wedson Marques do Amaral(TRE)
Titular = Justiça Eleitoral de Cáceres: José Ernesto Cadidé (TRE)
Titular = Justiça Federal de Cáceres: Jailson Antônio Barbosa (JF)
Titular = Justiça do Trabalho de Rondonópolis: Fernando (TRT)

E um agradecimento especial aos advogados que passaram pelo SINDIJUFE-MT, ao contador, à todas e todos os Trabalhadores Funcionários do Sindicato.

E um agradecimento mais que especial aos atuais: Miguelina, Graciele, Melissa, Laura, Josi, Perlato, Mário e Bruno.


A LUTA CONTINUA!





Juiz fecha Instituto Lula. E eu com isto?

www.pedroaparecido.com.br